sexta-feira, 27 de março de 2009

EM OBRAS 1.1 - QUAL É O LIMÍTE DO PERDÃO DE DEUS?

Devido ao enhorme éxito que teve a primeira edição do projeto EM OBRAS teve que ser programado o EM OBRAS 1.1, louvado seja Deus!!

Você não pode perder essa bênção que nesta edição irá contar com o impactante testemunho de Adilson Pereira da Silva, o ex "Falcão Alegre", quem fora um dos maiores chefes de quadrilha de narcotráfico no Rio de Janeiro e que, depois de mais de 25 anos de constantes orações da mãe dele, entregou-se a Deus completamente (não sem antes passar por vários "resgates" miraculosos e inexplicáveis por causa da sua teimosia).

NÃO PERCA!!!
Sábado 28 de março às 18h na Igreja Adventista do Guará

quinta-feira, 26 de março de 2009

VIDA x VIDAS

video

Queridos amigos e irmãos em Cristo,

É com imensa satisfação e confiança no apoio de todos vcs que os convidamos a participarem junto ao Ministério Jovem da nossa Igreja, de mais um projeto Vida Por Vidas, onde teremos o privilégio de doar nosso sangue para ajudar a salvar vidas.

Como já foi informado na Classe de Jovens e no JA, o 1º dia marcado para nossa doação será no 04 de abril do presente ano, às 15h, sendo que nos encontraremos na igreja até esse horário para nos deslocarmos juntos até o Hemocentro.

Os desbravadores devem ir com seus uniformes, pode ser o de campo, já os outros participantes que tiverem a camisa do Em Obras ou do Vida x Vidas, favor ir com elas. Quem não possuir nenhuma dessas camisas, pode ir com qualquer roupa, pois estaremos entregando um adesivo para pregar na camisa.

Depois desse dia a idéia sería que no domingo fóssemos ao Parque da cidade entregar folhetos do Hemocentro e da Igreja, mas como os folhetos do Hemocentro são poucos, o mais provavel é que os entreguemos na Tenda da Saúde que montaremos aos sábados na frente da Igreja.

Peço que aqueles que se dispuserem a participar desse projeto abençoado, verifiquem se se enquadram nas condições necessárias para doar, e preencham a ficha de cadastro, ambos em anexo.

Nós, do Ministério Jovem do Guará ficamos muito felizes e agradecidos por esse gesto de amor que vcs irão praticar junto conosco, mas tenham a certeza que as pessoas que receberão o sangue e principalmente Deus ficarão ainda mais felizes.

Um grande abraço a todos e que Deus seja louvado com as vidas e o sangue de cada um de vcs. Amém!!!

E não se esqueça:

"A luta é grande, mas a vitória é certa, em Cristo Jesus nosso Senhor", pois "...Se Deus é por nós, quem será contra nós? Rm 8:31".

Graça, saúde e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Toni Marlei Rocha de Oliveira
Equipe JA - IASD/Guará
Fones:
Cel.: 9297-2193
Res.: 3879-9054
Trb.: 3414-5452

sexta-feira, 20 de março de 2009

EM OBRAS 1.0

video

Não perca o EM OBRAS 1.0, neste sábado 21 de março às 20h na IASD Guará.

DISCIPLINA NA IGREJA

Autor: Prof. Gilson Medeiros

Estamos de volta!

Quero agradecer, de coração, a todos os que lembraram de orar pela minha família, pois as últimas semanas não foram fáceis.

Minha esposa já está mais consolada após a morte de sua mãe, pois a esperança da ressurreição dos justos aquece o coração do Adventista do 7º Dia, e não deixa que as nuvens negras da "desesperança" pairem sobre nossas cabeças.

Tendo em vista que recebo muitos e-mails de pessoas que têm dúvidas sobre questões administrativas, em especial relativas à Disciplina Eclesiástica, aproveito para colocar aqui algumas diretrizes que possam ajudar a clarear este tema.

“À igreja foi conferido o poder de agir em lugar de Cristo. É o instrumento de Deus para a conservação da ordem e disciplina do Seu povo. A ela delegou o Senhor poderes para dirimir todas as questões concernentes à sua prosperidade, pureza e ordem” - Manual da Igreja Adventista do 7º Dia.

Algumas Perguntas Enviadas por Internautas

1. Alguém pode ser disciplinado por deixar de devolver o dízimo?

Não. Segundo o Manual da Igreja, ninguém deve ser punido por não conseguir contribuir financeiramente com a Igreja. Entretanto, caso a pessoa tenha renda regular mas decida não devolver o dízimo, ela pode ser impedida de ocupar cargos de liderança, pois não amadureceu o suficiente em sua compreensão espiritual para ser um “exemplo do rebanho”.

2. Uma jovem que use calças compridas pode ser disciplinada por este motivo?
Não há nada no Manual da Igreja que defenda uma disciplina para estes casos. Aqui, como sempre, cabe o bom senso da liderança local para não constituir “provas de discipulado” que a Bíblia não predeterminou.

3. Namorar um não-Adventista é motivo para disciplina?
Novamente não há previsão para esta situação no Manual da Igreja. Assim como no caso dos dízimos, esta pessoa pode ser impedida de ocupar cargos de liderança, uma vez que não está querendo atender a uma clara orientação bíblica e do Espírito de Profecia sobre esta situação. Mas isso não se constitui, a princípio, motivo para disciplina eclesiástica.

4. Se um casal de namorados comete fornicação (relação sexual entre solteiros), eles devem solicitar a disciplina ao pastor ou ancião?
A compreensão que temos acerca do pecado é que ele é uma ofensa direta a Deus, e não à Igreja. Um jovem casal que tenha cometido fornicação, e se arrependido, estando desejoso de buscar a reconciliação sincera com Deus, não necessita (nem deve!) tornar público o seu pecado. Se ninguém mais, além do casal, sabe da situação, eles devem fazer um pacto mútuo de não voltarem mais a cometer tal ato inadequado, e se resguardarem para o casamento, onde terão ampla liberdade para realizarem o sexo natural, sob as bênçãos de Deus. Em uma cerimônia de santa-ceia, este casal recebe o perdão e a reconciliação divina, e não necessita se amargurar mais, pois Deus já lhes concedeu uma nova oportunidade (cf. 1Jo 2:1). Entretanto, se o pecado vier a tornar-se público, então não restará outra alternativa a não ser a disciplina de ambos, uma vez que, agora, a imagem da comunidade dos crentes está envolvida.

5. E um casal que foi disciplinado por ter cometido fornicação, mas cumpriram devidamente sua disciplina e estão se preparando para o casamento, podem realizar a cerimônia na Igreja?
Infelizmente, nenhum pastor Adventista tem autorização para realizar um casamento nesta situação. Se o pastor sabe (e o fato de o casal ter sido disciplinado mostra que o pecado tornou-se público) que estes jovens já praticaram o sexo antes do casamento, então ele não tem autoridade para dar a bênção pastoral sobre o enlace matrimonial. Nem mesmo um “culto de ações de graças” pode ser realizado por um pastor ordenado! O máximo que o pastor pode fazer é uma singela e breve visita ao casal, já no novo lar, para orar com eles e desejar-lhes seus votos de felicidade duradoura. Nada mais!

6. Se um Líder de Desbravadores for disciplinado pela Igreja, ele perde a “investidura” que recebeu no Clube?
O Clube de Desbravadores é um departamento oficial da Igreja Adventista do 7º Dia, a ela subordinado e vinculado. Já vimos que alguém que ocupe um cargo de liderança, e passa por uma disciplina eclesiástica, perde automaticamente seu “status” de líder da Igreja. O mesmo acontece com um Líder de Desbravadores. Caso ele seja disciplinado pela Igreja, também perderá seu “status” de Líder Investido e deve, humildemente, devolver o Lenço de Liderança para a Coordenação de seu Campo. Alguns lugares determinam que, após passada a disciplina, e este Líder for devidamente reintegrado à vida da Igreja, ele ainda deverá cumprir um período de “observação” para poder receber de volta o seu Lenço de Liderança, juntamente com as prerrogativas e responsabilidades que este símbolo confere.

7. Depois de quanto tempo alguém pode ser rebatizado, caso tenha sido disciplinado por remoção?
Uma vez que o período máximo da disciplina por censura é de 12 meses, e a remoção é o ponto extremo de um processo disciplinar na Igreja Adventista, entende-se que apenas após um período mínimo de 1 ano (a contar da data da remoção) é que alguém pode solicitar o seu rebatismo, retornando à posição de membro regular da Igreja. Lembrando que, durante este período, é necessário que o solicitante dê provas de que realmente se arrependeu dos seus erros passados e está buscando uma nova experiência espiritual de fidelidade a Deus. Por exemplo, é importante que, mesmo tendo sido removida, esta pessoa continue freqüentando normalmente os cultos e vivendo em conformidade com a fé Adventista: guarda dos mandamentos, princípios alimentares, estilo de vida, divertimentos, relacionamentos amorosos, etc.

8. Quando uma pessoa que foi removida por adultério poderá retornar à condição de membro regular?
Esta é uma das situações mais difíceis que a liderança enfrenta no dia-a-dia da Igreja. Aliás, todas as situações que envolvem quebra do mandamento da fidelidade sexual, seja fornicação, seja adultério, etc., trazem sérias e dolorosas conseqüências para os que praticam tais pecados.

A Bíblia é clara em dizer que só há um motivo válido para que o voto matrimonial entre duas pessoas vivas possa ser “dissolvido”: relações sexuais ilícitas (cf. Mateus 19). Portanto, apenas no caso de infidelidade por parte do marido ou da esposa, é que o outro/a está livre para casar-se novamente.

Exemplo prático:
Se um membro da Igreja abandona sua esposa (não por ela tê-lo traído), e se “casa” com outra mulher, ele será disciplinado por remoção, ou seja, será desligado da condição de membro da Igreja Adventista. E assim deverá permanecer (sem poder rebatizar-se), enquanto sua ex-esposa permanecer fiel ao voto matrimonial, ou seja, enquanto ela não se envolver com outro homem. A única maneira de ele ser aceito novamente como membro, e ser rebatizado, é se ele abandonar a “nova” esposa e decidir viver como “eunuco”, isto é, em estado celibatário, caso sua ex-esposa não o aceite de volta.

Resumindo: Se este homem não quiser abandonar a atual companheira, e sua ex-esposa (a legítima!) continuar sem se envolver com outro homem, este ex-membro não poderá ser rebatizado. O mesmo se aplica a sua nova companheira.

9. Quantas vezes um membro removido da Igreja pode ser rebatizado?
Não há um número definido de “rebatismos” válidos, nem na Bíblia nem no Espírito de Profecia. O que deve prevalecer é o bom senso (sempre!), para não fazer desta cerimônia tão importante um simples “banho”, dado sem critérios e de forma inapropriada.

Se uma pessoa ainda não amadureceu espiritualmente para compreender seu real papel como membro da Igreja de Deus, e está continuamente passando pelo processo “disciplina-rebatismo”, o melhor a fazer é dar tempo para que tal pessoa participe da vida normal da Igreja, antes de rebatizá-la mais uma vez.
A experiência tem mostrado que um 2º rebatismo já é o limite da prudência.

---------------------------------------------------------------------

terça-feira, 17 de março de 2009

ESTUDO DO BID: TELENOVELAS BRASILEIRAS TEM AFETADO À FAMÍLIA - MAIS DIVÓRCIOS E MENOS CRIANÇAS

A conclusão é dos investigadores que analisaram as telenovelas noturnas.

As telenovelas noturnas do canal brasileiro O Globo não somente cativam 40 milhões de telespectadores a cada noite. Seu poder vai muito além e estão influenciando aspectos como o número de divórcios e a fecundação, assegura a revista britânica The Economist.

Segundo documentos do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID), cientistas rastrearam a expansão de O Globo no pais e compararam isto com os dados sobre fecundação e divórcio do pais.

O índice total de fecundação caiu de 6,3 filhos por mulher em 1960 à 2,3 em 2000, mesmo quando teria estado se des-incentivando oficialmente a anticoncepção em parte desse período.

Os documentos afirmam que as famílias pequenas e felizes que eram mostradas na telinha contribuíram com esta tendência. Ao controlar outros fatores, a chegada de O Globo se associava com uma baixa de 0,6 pontos percentuais na probabilidade de uma mulher dar a luz num ano determinado.

O efeito sobre o divórcio é menor, porém considerável. Os cientistas perceberam que entre 1975, quando foi debatido pela primeira vez o divórcio, e 1984, um de cada cinco dos protagonistas nas telenovelas era divorciado ou separado, uma porcentagem maior do que no Brasil real. Estas separações não eram tão somente um resultado do machismo: a partir de meados da década de 1960 até meados da década de 1980, ao redor do 30% dos personagens protagónicos femininos nas telenovelas era infiel.

Da mesma forma, os cientistas perceberam que a chegada e abrangência de O Globo numa área estava associada com um aumento de 0,1 a 0,2 pontos percentuais na porção de mulheres de entre 15 e 49 anos que estava divorciada ou separada. Os autores estimam que ver as mulheres "investidas de poder" que curtiam muito a vida no Rio de Janeiro fazia com que outras mulheres decidissem ser mais independentes.


-------------------------------------------------------------------------------------
TRADUÇÂO: Karina Vega Parra

NOVO SITE: MADRUGADAS COM DEUS

O Projeto Madrugada com Deus tem como base a oração intercessória, o ouvir a voz de Deus por meio da Bíblia e o testemunho.

"O objetivo da nossa comunidade é a intercessão. Necessitamos orar uns pelos outros para que possamos acessar as bênção maravilhosas de Deus. Esteja diariamente atento para os pedidos de oração (menu FÓRUM) e clame ao Senhor por Suas providências. Muitos milagres extraordinários nos aguardam! E que Deus seja eternamente louvado!"



sexta-feira, 13 de março de 2009

JA 14 DE MARÇO - "TOMANDO AS ARMAS DA VITÓRIA"

Não perca o JA do sábado 14 de março às 18h!!

A programação do sábado 14 será o dia todo, com jejum e oração, e no final terminaremos com um
JA super especial, com: clipes musicais / louvor / oração / trailer da Lição da Escola Sabatina da semana que vêm / testemunhos / trailer do "Em Obras" / Concurso Ano Bíblico / Guerreiros da Palavra / Música especial e mais!!!

Até lá!!

quarta-feira, 4 de março de 2009

REFORMA DE SAÚDE: DEUS OU EGW?

Invariavelmente os adventistas que repelem a mensagem de saúde e a tornam "opcional", apelam para o argumento de que esta é apenas um "conselho" de Ellen White, negando assim a inspiração da mensagem.

Este tipo de posicionamento gera uma enorme quantidade de perguntas com o fundo "pode/não pode", como se houvesse um aparelhamento matemático para responder as questões, ao reverso de se procurar a origem da celeuma.

A primeira pergunta a se considerar, penso, é de onde vem a mensagem? De Deus ou de EGW? A resposta a este questionamento faz toda a diferença. E a resposta é absolutamente clara, tão clara, que os maiores objetores da reforma de saúde, não a respondem, como a experiência tem demonstrado.

A mensagem vem de Deus, mas o que vale é a forma como lidamos com a mensagem. Dizer que ela é de Ellen G. White para fazer de conta que para nós não se aplica, compromete a nossa identidade e os pilares da nossa fé.

Nós somos os que guardamos os mandamentos de Deus e temos o testemunho de Jesus, o Espírito de Profecia. Ora, então a mensagem é de Deus e aplicável para todos nós, portanto, a pergunta não é se eu posso ou não tomar café, mas se eu creio na fonte da mensagem, o próprio Trono da Graça!

Porque enquanto estivermos a defender que é um "conselho", ou outras tantas justificativas lançadas em todos os debates que falam sobre reforma de saúde, continuaremos sem receber o poder do alto para atender ao chamado.

Metaforicamente falando, a graça não é uma muleta onde me apoio para "passar" pela vida a salvo. A Graça Verdadeira é uma piscina onde "mergulho" e nela me mantenho pela misericórdia Divina, até sair do outro lado pronto para a glorificação. E isso somente pelo poder que emana da cruz, pelo poder de Cristo!

Quando o povo saiu do Egito, Deus queria lhes levar "de volta ao Éden", queria restituí-los pelo Seu poder. Concedeu-lhes o Seu maná, mas o povo queria a comida do Egito, resultado, duvidaram da direção de Deus na hora de entrar em Canaã e morreram no deserto! Isso quer dizer que todos eles estão perdidos? Não!

Isso quer dizer que perderam o melhor de Deus pela incredulidade gerada em não obedecê-Lo e não permitirem que a obra fosse neles completada.

Pois Deus quando nos deu a reforma de saúde mais uma vez estava nos convidando a "voltar ao Éden" e conhecer o melhor dEle, não mais para entrarmos na Canaã terrena, mas na Celestial. Também para cumprirmos a obra que Ele nos confiou e termos o privilégio de ver Cristo voltando sobre as nuvens.

Verdade presente! Tempo do fim! E isso quer dizer que os que não fizerem a reforma de saúde estão perdidos? Não!

Porque isso vai depender da forma como cada um individualmente entende e vive a mensagem. É problema de cada um com Deus, portanto. Mas para todos aqueles que buscarem a água da vida, a promessa é absolutamente clara, para estes é garantido não terem mais sede.

O poder vem de Deus, graça em ação. E a todo que pedir lhe será dado e a todo que bater a porta lhe será aberta.

Portanto, a clássica pergunta "pode/não pode", é tão equivocada quanto não responder "de quem é a mensagem", ou simplesmente convencer-se que ela saiu da cabeça de Ellen G. White, pois claramente não é o que diz a revelação. Como diz um amigo, "fazer de conta que não sabe que o trem vem vindo não impede o atropelamento".

"Não obstante, quando mando um testemunho de advertência e reprovação, muitos de vocês declaram ser simplesmente a opinião da irmã White. Têm assim insultado o Espírito de Deus. Vocês sabem como o Senhor Se tem manifestado por meio do Espírito de Profecia. [...]
Essa tem sido minha obra por muitos anos. Um poder tem-me impelido a reprovar e censurar erros em que eu não pensara. É esta obra, dos últimos trinta e seis anos, de cima ou de baixo? ... Nessas cartas que escrevi, nos testemunhos de que sou portadora, lhes apresento aquilo que o Senhor me tem apresentado. Não escrevo nenhum artigo expressando meramente minhas próprias ideias. Eles são o que Deus me expôs em visão – os preciosos raios de luz que brilham do trono”
(EGW, ME, v. 1, p. 27).


--------------------------------------------------------------------------------------
ENVIADO POR: Talyta - FONTE: Blog Diário da Profecia

REVISTA VEJA - RESPOSA À COLUNA "LEMBRA-TE DE DARWIN"

Para quem não teve a infelicidade de ler uma das piores colunas da história do jornalismo nacional, segue a coluna do economista André Petry, na revista Veja desta semana. Abaixo, segue uma resposta.

Coluna escrita pelo jornalista André Petry.


"É inaceitável dar criacionismo em aula de biologia. Embrutece porque ensina o aluno, desde cedo, a Confundir crença e superstição com razão e ciência."

É assustador que, às vésperas do bicentenário do nascimento de Charles Darwin, pai da teoria da evolução, escolas brasileiras estejam ensinando criacionismo nas aulas de ciências. Já se sabia que as escolas Adventistas fazem isso. A novidade é que o negócio está se propagando. Em instituições tradicionais de São Paulo, como o Mackenzie, inventou-se até um método próprio para o ensino. "Antes, usávamos o material que havia disponível no mercado", explica um dos diretores da escola, Francisco Solano Portela Neto. O criacionismo é ensinado como ciência da pré-escola à 4ª série.

Não há problema em que o criacionismo seja dado nas aulas de religião, mas ensiná-lo em aulas de ciências é deseducador. Criacionismo é a explicação bíblica para a origem da vida. Diz que Deus criou tudo: o homem, a mulher, os animais, as plantas, há 6 000 anos. Quem estuda religião precisa saber disso. É uma fábula encantadora, mas não é ciência. É inaceitável que o criacionismo seja ensinado em biologia para explicar a origem das espécies. Em biologia, vale o evolucionismo de Darwin, segundo o qual todos viemos de um ancestral comum, há bilhões de anos, e chegamos até aqui porque passamos no teste da seleção natural. É a melhor (e por acaso a mais bela) explicação que a ciência encontrou sobre a aventura humana na Terra.

Quem contrabandeia o criacionismo para as aulas de biologia diz que, em respeito à "liberdade de pensamento", está "mostrando os dois lados" aos alunos. Afinal, são escolas religiosas, confessionais, e os pais podem ter escolhido matricular seus filhos ali exatamente porque o criacionismo é visto como ciência. Pode ser, errar é livre, mas que embrutece não há dúvida. Embrutece porque ensina o aluno, desde cedo, a confundir crença e superstição com razão e ciência. É desnecessário. Que cientistas saem de escolas que embrulham o racional com o místico? Também é cascata, porque, fosse verdade, a turma estaria ensinando numerologia em matemática. Ensinaria alquimia em química, dizendo, em nome da "liberdade de pensamento", que é possível transformar zinco em ouro e encontrar o elixir da longa vida...

Há pouco, na Inglaterra, um reverendo anglicano defendeu o estudo do criacionismo na educação básica. Era diretor de educação da Royal Society. Queria colocar Deus no laboratório da escola. Cortaram-lhe o pescoço. A Suprema Corte americana já examinou o assunto. Mandou o criacionismo de volta às aulas de religião. No Brasil, terra do paradoxo, o atraso avança.

Darwin foi um gênio. Em seu tempo, não se sabia como as características hereditárias eram transmitidas de pai para filho. Nem que a Terra tem 4,5 bilhões de anos e que os continentes flutuam sobre o magma. No entanto, a teoria da evolução se encaixa à perfeição nas descobertas da genética, da datação radioativa, da geologia moderna. Só um cérebro poderosamente equipado, conjugado com muito estudo, pode ir tão longe. Confundido com criacionismo, Darwin parece um macaco tolo. É assustador.

Segue Resposta de Fellipe Petermann Alberto Araújo.

Caro senhor Petry. Não poderei escrever um texto à altura do seu, afinal, devido à educação recebida em casa, e minha inteligência, não consigo ser tão baixo. Não consigo conceber a idéia de que um jornalista que tanto luta pela liberdade de imprensa escreva um texto desprovido de liberdade de pensamento, que embrutece os leitores. Um texto sem argumentos, sem respeito, e demonstrando total falta de conhecimento, afinal, a comprovação científica do evolucionismo é tão real quanto o vôo de um avestruz. O seu texto não é só um desrespeito aos criacionistas, mas à comunidade científica em geral, que são pessoas preocupadas em desvendar os mistérios, em estudar, não em falar inverdades irresponsavelmente. Ambos, criacionismo e evolucionismo, quanto todas as outras idéias e possibilidades para desvendar o surgimento da vida não foram comprovadas por ninguém em nenhuma época. Todos são possibilidades que encontram evidências a favor e contrárias, que necessitam de fé dos seus seguidores. É de uma total ignorância os ditos argumentos presentes em seu texto, afinal, está comprovado que alquimia não funciona, e química sim. Está comprovado que numerologia não funciona, e matemática sim, mas não está comprovado que evolucionismo ou criacionismo existiram. Vale lembrar também que a idéia desenvolvida por Darwin não vai ao encontro às descobertas da genética, nem da datação por radiação, nem da geologia moderna. Não é à toa, que existe hoje o neodarwinismo, que busca colocar o pensamento de Darwin em harmonia com as descobertas de Mendel.

Guardadas às devidas proporções, posso comparar seu texto ao livro de Richard Dawkins "Deus, um delírio", que foi duramente criticado pela comunidade científica de renome internacional, por alterar resultados de pesquisas e inventar dados, para tentar comprovar o evolucionismo. Guardadas ás devidas proporções, pois Dawkins é um cientista com conhecimento da área e que mudou os dados, não um irresponsável que fala sobre o que não conhece. Vale registrar que grandes gênios do passado, como Leonardo da Vinci, Geórgia Agrícola, Nicolau Copérnico, Galileu Galilei, Johannes Kepler, Francis Bacon, Blaise Pascal, Robert Boyle, Isaac Newton, Gottfried Wilhelm Leibnitz, Caroline Herschel, Bartolomeu de Gusmão, Maria Gaetana Agnesi, Georges Cuvier, Maria Mitchell, Gregor Mendel, Louis Pasteur, George Washington Carver, William Ramsay, Carlos Chagas Filho, Wernher Von Braun, Albert Einstein, e tantos outros acreditavam em Deus, respeitavam a liberdade de pensamento, e muitos ainda eram criacionistas.

Yuri Gagarin, após o seu retorno a Terra, disse: "Eu estive no céu, e não vi Deus!". A resposta veio em 1968, quando a Apollo 8 estava circundando o lado escuro da lua, numa órbita muito superior à alcançada por Gagarin. Ao terminar a volta, no momento em que contemplaram nosso planeta azul, a mesma visão que Gagarin teve, ouvidos por milhões de habitantes, repetiram "No princípio criou Deus os céus e a Terra". Deus estava lá, Gagarin que estava míope e não O enxergou.

Minha intenção não é mudar sua opinião. Você pode pensar o que quiser, e pode muito bem expressar sua opinião. Mas não posso aceitar uma tremenda demonstração de falta de respeito e de falta de conhecimento. A origem da vida não é comprovada. Nunca virá de nenhum renomado cientista, comprometido com o estudo, um texto como o do senhor. Vou agora fazer o contrário do que o senhor fez. Vou lhe dar o benefício da dúvida. Talvez eu esteja enganado, e o senhor seja extremamente letrado no assunto, uma sumidade em termos de evolucionismo. Nesse caso, gostaria que o senhor respondesse aos seguintes questionamentos:

1- Como que de uma explosão, algo desorganizado, surgiu todo o universo, que é algo organizado, já que a segunda lei da termodinâmica diz que tudo parte de uma organização para uma desorganização, e não o contrário?

2- De onde veio toda a energia para que a explosão ocorresse?

3- Como senhor refuta a afirmação de Einstein, que disse que a probabilidade do universo ter surgido de uma explosão é a mesma de uma biblioteca ser formada à partir da explosão de uma tipografia?

4- Onde se encontra o 'Elo Perdido'?

5- A probabilidade de um composto orgânico recém formado se desintegrar é muito maior do que a probabilidade dele se formar. Se a destruição predomina sobre a formação, como que os aminoácidos da sopa primitiva se organizaram aleatoriamente, se transformando em compostos complexos e em quantidades tão copiosas? Obs: Hoje sabemos que isto é possível, graças à atuação das enzimas catalisadoras e graças á proteção das paredes celulares ao grande responsável por este feito. Porém, nem enzimas nem as paredes celulares estavam disponíveis na sopa primitiva. Como o senhor explica isso?

6- Em 1968, o professor Harold Morowitz, físico de Yale, lançou um livro chamado "Enegy flow in biology". Nele, foi feito o cálculo da probabilidade de reações químicas aleatórias formarem uma bactéria. Não um organismo complexo como um ser humano, nem mesmo uma flor, mas uma bactéria unicelular. Baseando seus cálculos numa taxa otimista da velocidade das reações, o tempo estimado para uma bactéria se formar excede não apenas os 4,5 bilhões de anos da suposta idade da Terra, bem como os 15 bilhões de anos da suposta idade do universo inteiro. A probabilidade de processos aleatórios produzirem vida a partir de um caldo primordial de elementos químicos é ainda menos provável do que, após sacudirmos uma omelete, a clara e a gema voltarem à forma original do ovo. Como o senhor refuta esses cálculos? Ou o senhor tem outra
explicação?

7- Para formar as proteínas, são usados vinte tipos diferentes de aminoácidos. A probabilidade de duas cadeias idênticas de proteínas, cada uma com cem aminoácidos, duplicarem-se por acaso é uma em 10^130 Para se atingir as condições de probabilidade para uma proteína ter se desenvolvido por acaso, seria preciso que 10^110 tentativas fossem efetuadas a cada segundo desde o início do tempo. Para se realizar essas tentativas concomitantes, o material para alimentar as reações consumiria 10^90 gramas de carbono. De onde veio todo esse carbono, já que a massa total da Terra (todos os elementos) é 6x10^27 gramas, e10^90 gramas excede em bilhões de vezes a massa estimada de todo o universo?

8- Na transição do geoquímico para o biológico, onde e como surgiu o material genético?

Estou aguardando ansiosamente por suas respostas dotadas de inúmeras evidências científicas, e transbordantes de conhecimento evolucionista. Para a próxima semana, por favor, prepare algum texto sobre a crise financeira, sobre o caso Cesare Batisti, ou qualquer outro assunto que esteja na sua alçada, e não ofenda mais os meus neurônios.

Não discordo totalmente de você, errar realmente é livre. Não é a toa que sua coluna dessa semana existe e foi publicada.

Sem mais,

Fellipe Petermann Alberto Araújo.
Ex-aluno do Colégio Adventista, criacionista e humano pensante.

Ps: Seguem algumas indicações de materiais, para o senhor se informar mais sobre o assunto:

* Origens, de Dr. Ariel Roth.
* A Origem Superior das Espécies, de Roberto Cesar de Azevedo.
* Eles Criam em Deus, de Rodrigo P. Silva.
* http://www.scb.org.br/

--------------------------------------------------------------------------------
ENVIADO POR: Idoline Alves " É incrível como querem nos levar a crer na evolução 'científica', mas sem real comprovação. EXCELENTE, VALE A PENA LER................ Bjs Idoline"

terça-feira, 3 de março de 2009

TESTEMUNHO

Sábado, 28/02/2009.
-----------------------------

Logo após o Programa JA, alguns jovens da Igreja Adventista do Guará resolveram fazer um lanche e logo após, um passeio no Pontão do Lago Sul, um lugar extremamente agradável onde a comunidade de Brasília gosta de se reunir para passear, conversar e apreciar a natureza.

Naquele sábado especialmente, vários jovens já estavam lá quando chegaram. Ao caminhar às margens do lago, foram observando que algo incomum acontecia. Grande parte das pessoas que ali se encontravam era de igrejas evangélicas, que cantavam com grande alegria e muito entusiasmo.

Acomodaram-se em um canto e observaram com atenção o ambiente, questionando se era ali mesmo um bom lugar para ficarem, pois também estavam com a intenção de tocar e cantar louvores.

Resolveram então ficar ali mesmo. Ouvindo, algumas das canções foram reconhecidas, a grande maioria não. Logo, animaram-se em cantar também e um deles foi buscar o violão.

A primeira música que cantaram foi Além do CD JA 2009 que diz Eu quero ir além, pra falar de Jesus, quero ir além, ser um servo fiel. Ao cantar esta música, grande alegria inundou o grupo, principalmente no momento onde a harmonia se destaca, tornando o louvor cheio de verdade.

Após alguns minutos, um outro grupo se aproximou, quase 50 jovens caminhavam em na direção deles, sorridentes e agitados procuraram se acomodar por ali também, mas o grande número de pessoas que já estava naquele canto os fizeram se afastar um pouco mais.

Os louvores continuaram. Cantaram Brilha em Mim II, que diz Por onde quer que eu vá, eu irei falar, por onde quer que eu vá, eu serei Tua luz. Ao passo que cantavam, alguns grupos menores foram feitos e dois casais sentaram bem ao lado deles.

Estes casais ouviam atentamente tudo que era cantado, os jovens entre uma música e outra soltavam sorrisos fartos e agradáveis. Cantaram De Hoje em Diante que diz Eu sigo Seus passos para não me perder, descobri que És minha razão de viver. Os casais que estavam ao lado já não evitavam virar-se para olhar. Era possível ver o brilho nos olhos deles.

Já não se ouvia outro louvor a não ser o deles, enquanto cantavam Meu Refúgio que diz Quando o mar, se agitar, confiarei em Ti Senhor, e se a terra se abrir, confiarei em Ti meu Deus um jovem se aproximou lentamente e parou ao lado para ouvir, tão logo ele se aproximou, um dos jovens para ele e conversou com ele, ele perguntou de que igreja faziam parte.

Salmos 56:4
Em Deus louvarei a sua palavra, em Deus pus a minha confiança; não temerei o que me possa fazer a carne.


Ao fazer a pergunta, os jovens diminuíram o volume das vozes para responde-lo e ele pediu que não parassem de cantar então um dos jovens então continuou conversando com ele. Ele disse que não conhecia as músicas que estavam cantando, mas que eram muito bonitas. Finalmente, perguntou onde era a igreja que freqüentavam e disse que queria ir até lá para vê-los. Rapidamente, o endereço foi escrito em um papel e a localização foi explicada. O celular tocou e ele precisou se afastar para atender.

Mais louvores foram erguidos e todos se emocionaram ao cantar Mensageiro que diz Sou mensageiro do Rei Senhor, sou testemunha do Seu amor, ao mundo inteiro vou proclamar, que Jesus vai aqui voltar.

Já era tarde da noite quando uma música em especial atraiu mais um jovem, Sou Livre que diz Hoje sou livre, pois Ele vive! Ele vive, Ele reina em mim.

II Corintios 3:17
Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.


Os jovens não queriam mais parar de cantar, mesmo após os seguranças informarem que o horário limite de funcionamento do local havia chegado, mais uma linda canção foi entoada, Permaneça em Mim que diz Vem Oh! Senhor em mim habitar, pois quero ser templo Teu.

O Senhor Espírito Santo usa em Seus propósitos àqueles que se colocam a seu dispor. As palavras humanas não conseguem expressar a nossa gratidão por Deus ter nos usado para testemunhar de Seu amor infinito. Deus usou ao Rafael para levar o violão usou a Thayanne para buscá-lo. Usou os integrantes do Ministério de Louvor e amigos para cantar. Usou o Thiego e a Bárbara para conversar e explicar um endereço. Usou a Silvia para carregar um bloco de anotações na bolsa e a Talyta para ter uma caneta.

Por onde quer que você vá, fale de Jesus, vá além. Deus foi além por você.
Deus quer usar você para ser um testemunho vivo.


“Brilha em mim, com a Sua Glória, brilha em mim, quero testemunhar.”
CD JA 2009


---------------------------------------------------------------------------------------
Enviado por: Talyta Ribeiro

segunda-feira, 2 de março de 2009

A IGREJA ADVENTISTA FAZ PARTE DO ECUMENISMO?


"Prof. Gilson, aqui em minha região apareceu um líder do movimento dissidente que está visitando os irmãos, e dizendo que a Igreja Adventista do Sétimo Dia faz parte do Conselho Mundial das Igrejas. É verdade? Isso não seria aliar-se a Babilônia, e fazer parte do ecumenismo?"

Recentemente eu recebi um e-mail com os questionamentos acima. Tratava-se de um irmão sincero que estava preocupado com a influência que os dissidentes antitrinitarianos estavam provocando nas igrejas de sua região. Segundo este irmão, muitos membros estavam sendo influenciados e abandonando a Igreja Adventista.

É uma prática muito comum entre estes movimentos de críticos da IASD a utilização de informações inverídicas que os membros "comuns", ou seja, aqueles de um conhecimento teológico e cultural mais simples, têm dificuldade em averiguar.

Dizer que a Igreja Adventista do 7º Dia é membro do
World Council of Churches é uma tremenda leviandade, pois isso não é a expressão da verdade dos fatos.

No site do WCC você pode encontrar a lista das
"Igrejas-membros" deste organismo ecumênico, que já conta com 60 anos de existência, e está atuante em mais de 110 países. Na lista dos membros, é possível encontrar uma referência à Igreja Adventista do 7º Dia, porém NÃO NA QUALIDADE DE MEMBRO, mas sim como uma Denominação Cristã reconhecida por sua história e penetração mundial.

Nesta página que fala da IASD, é bem destacada a declaração:
"The Seventh-day Adventist Church is not a member of the World Council of Churches" ("A Igreja Adventista do Sétimo Dia não é um membro do Conselho Mundial de Igrejas") - clique aqui e confira você mesmo.

Portanto, mais uma vez se observa como uma das táticas do arqui-inimigo da IASD (cf. Apoc. 12:17) é repetir mentiras na tentativa de que elas se tornem verdades.

Pena que muitos incautos continuam caindo nesta armadilha diabólica, e acabam abandonando as fileiras da Igreja do Senhor.


-------------------------------------------------------------------------------

FONTE: Blog
Prof. Gilson Medeiros